Adopção pelos utilizadores

O que significa adopção pelos utilizadores?

As Comunicações Unificadas criam inúmeras novas formas de trabalhar, o que muitas vezes acarreta uma mudança significativa na forma como os utilizadores interagem. A adopção pelos utilizadores consiste na monitorização da migração de formas tradicionais de trabalhar para as novas possibilidades inauguradas ao permitir que os colaboradores visualizem o status de presença, interajam em tempo real e colaborem com os seus colegas por intermédio de chat, voz, vídeo e conferências.

Os estudos de mercado indicam que as organizações não realizam plenamente o seu investimento na implantação de UC, referindo como causa para isso as fracas estratégias de adopção, mesmo que a tecnologia já tenha demonstrado que melhora a comunicação e colaboração. A implantação não consegue atingir todo o seu potencial porque as funcionalidades não estão a ser utilizadas na sua plenitude ou de todo.

A medição da taxa de adopção e a optimização do conjunto de funcionalidades nos vários âmbitos constituem a chave para o cálculo do retorno sobre o investimento de qualquer implantação de UC. Ao permitir que os utilizadores visualizem claramente o nível de poupanças geradas pelo investimento, estes sentir-se-ão mais estimulados para explorar as novas funcionalidades e desafiar-se a si próprios a melhorar a forma como trabalham.

Como é que o Prism monitoriza e regista a adopção pelos utilizadores

O Prism foi concebido para englobar novos usos das UC, tais como vídeo pessoal, softphone, mensagens instantâneas, partilha de ambiente de trabalho e transferências de ficheiros. Ao monitorizar a adopção pelos utilizadores e proporcionar instantaneamente dashboards e relatórios com as tendências ao longo do tempo, o Prism dá-lhe uma visibilidade sem precedentes sobre a vida útil da sua infra-estrutura de UC. As organizações têm a possibilidade de monitorizar tanto os KPIs financeiros como os técnicos, desde a concepção do projecto até à operação quotidiana:

  • A proporção de novos utilizadores relativamente aos utilizadores antigos para analisar o índice de penetração dos novos usos
  • O aumento do uso de softphones relativamente às chamadas a partir de dispositivos físicos
  • O impacto das chamadas de vídeo a partir de terminais pessoais sobre o seu uso de salas de conferência
  • Informação sobre horas do dia e volume de mensagens instantâneas, partilha de ambiente de trabalho e uso de transferência de ficheiros
  • Cálculos de retorno sobre o investimento, que evidenciam facilmente as poupanças geradas pelos novos usos